As sociedades anônimas e o mundo das startups

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin

Uma das decisões mais importantes de uma startup é a escolha do tipo societário pelo qual ela se constituirá a partir de sua formalização e na maior parte das situações essa decisão é direcionada por aceleradoras ou investidores que condicionam os investimentos aos empreendedores à constituição de Sociedades Anônimas (S/A).

Já compartilhamos em nosso informativo um pouco sobre outros tipos societários e os prós e contras de se escolher qualquer deles. Hoje, trataremos das Sociedades Anônimas, tipo societário mais atrativo para as startups por ter formas menos complicadas de se conseguir investimentos para o empreendimento.

Também chamada de “companhia”, a S/A é o tipo societário composto por dois ou mais acionistas onde o seu capital social é dividido em ações de igual valor nominal, que são de livre negociação, sendo a responsabilidade do acionista limitada ao preço da emissão das ações adquiridas. Pode ser aberta ou fechada, dependendo da opção de negociação de valores mobiliários emitidos no mercado de valores mobiliários ou não.

É importante saber que a S/A possui legislação própria e é regida pela Lei n° 6.404 de 1976 (que dispõe sobre as sociedades por ações) e possui uma estruturação mais complexa que os demais tipos societários, sendo dividida, como já mencionado, em aberta ou fechada. Aberta é aquela que negocia suas ações na bolsa de valores enquanto a fechada negocia suas ações diretamente com os terceiros interessados.

Trata-se de uma sociedade estatutária, isto é, diferentemente daquelas onde a sua criação se dá através da formalização e registro do Contrato Social (sociedades contratuais), a constituição e estrutura de funcionamento da S/A se dá através de um Estatuto Social (artigo 2°, § 2° da Lei de S/A) que não é um mero contrato, mas um regulamento onde se registra a estrutura de existência e funcionamento da companhia.

Além do estatuto, para a constituição da S/A deve-se fazer o pagamento em dinheiro de no mínimo 10% (se não houver lei especial exigindo mais) do preço de emissão das ações subscritas. Além dos requisitos comuns, a constituição distingue-se entre subscrição pública para as abertas e subscrição particular para as fechadas, havendo especificidades para cada um dos tipos.

A constituição por subscrição pública depende de prévio registro na CVM (Comissão de Valores Mobiliários) e somente poderá ser realizada por instituição financeira. É exigido um estudo de viabilidade econômica e financeira do empreendimento, projeto do Estatuto Social e o Prospecto (as bases da companhia e a expectativa de êxito do empreendimento) assinados pelos fundadores e pela instituição financeira intermediária.

Após realizada a oferta pública e encerrada a subscrição das ações, os fundadores deverão convocar a Assembleia Geral de Constituição, momento pelo qual será deliberado sobre os bens oferecidos para integralização, constituição, votação no Projeto do Estatuto, dentre outros assuntos necessários. Aprovado o estatuto, sem oposição de mais da metade de subscritores, será declarada a Constituição da companhia, procedendo-se à eleição dos administradores e fiscais.

Já a constituição por subscrição particular conta com um processo mais simples, podendo ser feita por deliberação dos subscritores em Assembleia Geral (seguindo o mesmo procedimento da subscrição pública) ou por Escritura Pública, onde bastará o comparecimento dos subscritores ao Cartório de Notas onde será elaborado o documento contendo as qualificações, o estatuto, as ações e as importâncias pagas, nomeação de administradores, fiscais, etc.

integralização do capital social pode ser em dinheiro ou bens suscetíveis de avaliação em dinheiro, sendo que os bens oferecidos para integralização serão avaliados na Assembleia Geral. Quando o acionista se obriga a integralizar, ou seja, a contribuir com determinada quantia ou bens, fica obrigado a fazê-lo, nas condições previstas no estatuto para passar a gozar do direito às ações subscritas ou adquiridas. Não fazendo o pagamento nas condições previstas no estatuto, ficará constituído em mora, sujeitando-se ao pagamento dos juros, da correção monetária e da multa que o estatuto determinar.

responsabilidade patrimonial do acionista é limitada ao valor de suas ações, não havendo responsabilização dos acionistas pelas obrigações da sociedade. Entretanto, isso não quer dizer que ninguém poderá ser responsabilizado pessoalmente por eventuais vícios ou irregularidades verificadas, existindo possibilidade de responsabilização dos administradores diante da análise de caso concreto e verificação da má-fé ou desídia dos mesmos.

As Sociedades Anônimas são, em grande parte das situações, o tipo societário que mais se encaixa em uma startup que já tenha um MVP validado no mercado,  que conte com uma boa projeção de negócio e que o objetivo passe a ser a busca por oportunidades de receber investimentos.

Nesse sentido, existem benefícios que se encaixam ao mundo das startups, tais como: a captação de investimentos de forma facilitada, a manutenção do poder de gerência estipulando mais de uma classe de acionistas e a limitação da responsabilidade ao preço da ação (grande atrativo aos investidores).

Contudo, deve-se analisar a situação da startup e realizar a projeção do futuro próximo antes da opção pela S/A, pois existem algumas desvantagens nesse tipo societário, como por exemplo:

  • Custo de constituição e operacional mais elevado, com diversas publicações exigidas por lei (sociedades anônimas que contam com menos de 20 acionistas e patrimônio líquido inferior a um milhão de reais são dispensadas de algumas publicações);
  • Não ser possível a opção pelo Simples Nacional;
  • Exigência de constituição de Diretoria com pelos menos 2 diretores.

Esse tipo societário pode parecer complexo e oneroso para o início de um empreendimento, mas tal fato não deve ser levado em consideração dependendo dos objetivos traçados pelos sócios. O que deve ser feito é um planejamento societário para que a decisão sobre a estrutura societária a ser constituída seja certeira, evitando custos desnecessários e problemas com sócios e investidores.

É importante lembrar que para escolha sobre a melhor opção societária para seu empreendimento é necessária a análise da estrutura de seu negócio por um advogado especialista de confiança em conjunto com um bom contador, sendo esse artigo um resumo da estrutura da S/A e uma orientação inicial sobre assunto.

Fique atento aos seus direitos e conte sempre conosco para auxiliá-lo!

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin

Leia também

Como sua Startup pode abrir uma empresa no exterior

No processo de abertura e crescimento de uma Startup, expandir os limites territoriais, por meio da constituição de uma empresa no exterior, pode ser uma boa ideia. Então vem conhecer mais sobre a famosa offshore!

9. Propriedade Intelectual e Industrial

Não é autorizada a utilização das Marcas e de qualquer propriedade intelectual e/ou industrial do L&O pelos USUÁRIOS do SITE sem a prévia e expressa autorização e aprovação do L&O, ficando resguardados todos os direitos acerca destas.

Ao acessar o SITE, você concorda que respeitará a existência e a extensão dos direitos de Propriedade Intelectual do L&O, bem como de todos os direitos de terceiros que sejam usados, a qualquer título, no SITE, ou que venham a ser disponibilizados de outras formas.

O acesso ao SITE não lhe dá direito ou prerrogativa ao uso de qualquer Propriedade Intelectual, Marca ou outro conteúdo nele inserido.

Se você violar as proibições contidas na legislação pátria vigente sobre propriedade intelectual e/ou neste Contrato, você poderá ter a sua Conta de Acesso bloqueada ou excluída definitivamente, se tiver uma, além de ser responsabilizado, civil e criminalmente, pelas infrações cometidas.

4. Conta de Acesso ao OFFICE

Apenas clientes do L&O, que tenham contratado plano de Assessoria Jurídica, poderão ter acesso à área restrita do SITE, denominada OFFICE. Se for o seu caso, continue a leitura. Caso contrário, pule este tópico e vá para o próximo!

Para que seja possível o acesso ao OFFICE, é indispensável a criação de uma Conta de Acesso. Esta Conta será criada pelo próprio L&O que, na oportunidade, solicitará os dados necessários a você. Você declara que as informações fornecidas são completas,
verdadeiras, atuais e precisas, sendo de sua total responsabilidade informar ao L&O
sempre que houver modificação/atualização de informação relevante.
Além disso, no momento de criação da Conta de Acesso, o L&O determinará o nome de usuário (login) e uma senha provisória para que você consiga acessar o OFFICE.

Após a criação da Conta de Acesso, o L&O enviará a você, via e-mail previamente
informado, seus dados para acesso ao OFFICE (login e senha), sendo que, para maior
proteção e segurança, você deverá alterar a sua senha no primeiro acesso.
É de sua exclusiva responsabilidade a manutenção do sigilo do nome de usuário e da
senha de acesso relativos à sua Conta de Acesso, devendo comunicar imediatamente ao L&O em caso de perda, divulgação ou roubo destes dados ou, ainda, de uso não
autorizado de sua Conta de Acesso.

Após a criação da Conta de Acesso pelo L&O e recebimento das credenciais, você
declara aceitar de forma expressa este Termo ao efetivar o seu primeiro acesso. Haverá, portanto, o consentimento expresso para a coleta, uso, armazenamento e tratamento de dados pessoais pelo L&O e/ou por terceiros contratados pelo escritório para finalidades legítimas e diretamente atreladas ao SITE e ao próprio L&O.

O L&O poderá recusar, suspender ou cancelar a Conta de Acesso de um USUÁRIO sem prévio aviso sempre que suspeitar que as informações fornecidas são falsas,
incompletas, desatualizadas ou imprecisas, com a finalização da relação entre L&O e o USUÁRIO Cliente ou ainda nos casos indicados nas leis e regulamentos vigentes
aplicáveis, nesse documento, mesmo que anteriormente aceito.

Cancelamento da Conta de Acesso ao OFFICE

A sua Conta de Acesso ao OFFICE será encerrada a partir do momento em que a sua relação com o L&O chegar ao fim – e ficaremos bem tristes se isso ocorrer – estando ativa apenas enquanto estiver vigente o Contrato de Prestação de Serviços de Assessoria Jurídica para a adequada prestação dos serviços.

É importante que você compreenda que o encerramento da Conta somente ocorrerá a partir do momento em que o L&O e você conferirem mútua quitação, isto é, a partir do momento que ambos concordarem que não há mais nada para reclamarem um do outro, não havendo qualquer pendência relativa a pagamentos, dentre outras. O encerramento será realizado pelo próprio L&O.

Entretanto, caso você pretenda eliminar definitivamente todos os seus dados do OFFICE, poderá solicitar a qualquer momento ao L&O, que analisará a melhor forma de seguir disponibilizando as informações necessárias, realizando a exclusão em seguida.