Tributação de Softwares: Impactos para Startups e Empreendimentos Inovadores

Pessoa programando. utilizando software. Tributação de softwares.

Se você é empreendedor no setor de tecnologia ou possui uma Startup, será impactado por uma recente mudança na tributação de softwares muito comentada nos últimos meses.

Essa mudança ocorreu devido à inédita alteração do entendimento da Receita sobre a contratação de softwares do exterior, isto é, a “importação de software”.

Essa nova orientação causou um grande aumento na tributação, expondo a intenção do Fisco de “taxar” as empresas que contratam softwares estrangeiros.

Como abordamos em artigos anteriores, que inclusive podem ser conferidos aqui e aqui, a Receita já estava seguindo a linha de raciocínio do STF que considera os softwares como serviços e cada vez mais vem confirmando este cenário.

 

Atualização de entendimento da Receita Federal

A novidade deste ano é que a Receita não havia até então confirmado a reclassificação dos softwares como serviços adotada pelo STF.

Antigamente, considerava-se tributação apenas quando as pessoas adquiriam softwares em mídias físicas como CD-ROMs e pendrives, ou seja, considerava-se esses softwares como “mercadorias”.

Após o STF decidir que eles eram “serviços”, a Receita não pôde mais tributá-los como mercadorias importadas.

O que mudou a partir de agora é que o Fisco passou a considerar a contratação de softwares estrangeiros como importações de serviços, assim, tributando a operação por meio de PIS/COFINS-importação.

Este fato aumentou a carga tributária para quem contrata softwares estrangeiros, tendo em vista que quem arca com o imposto é o usuário do software e não a empresa estrangeira proprietária dele.

Contradição no novo entendimento da Receita Federal

Ainda, a Receita ampliou sua interpretação, passando a considerar os pagamentos das licenças de softwares como “remessas de royalties para o exterior,” resultando na tributação do imposto de renda pelo licenciante. Para ela a contratação de softwares estrangeiros envolve duas operações: prestação de serviços e licenciamento para uso de software.

Porém as operações são incompatíveis. Na prestação de serviços, ocorre uma ação; já no licenciamento, alguém cede um direito, permitindo o uso de algo específico.

Exemplificando: na prestação de serviços, alguém contrata um mecânico para consertar um carro; no licenciamento, alguém aluga um carro para passeio. A diferença é evidente: no primeiro, há ação humana; no segundo, é apenas permissão para usar o carro. Essa distinção é crucial para compreender as implicações tributárias recentes.

Essa mudança tributária afetou startups e empresas inovadoras que contratam softwares estrangeiros, pois terão que pagar imposto de importação de serviço (PIS/COFINS-importação) e de remessa de royalties para o exterior (Imposto de Renda).

Conclusão

A tributação de softwares no Brasil está passando por transformações profundas, impactando diretamente as startups e empreendimentos inovadores. A nova interpretação da Receita Federal redefine a classificação e a tributação desses softwares, exigindo adaptação e estratégias eficazes para mitigar os efeitos financeiros. Fique tranquilo, além de estarmos acompanhando de perto essas atualizações aqui no L&O, podemos apoiá-los com estratégias para mitigar os impactos.

 

Leia também

O que é uma Associação?

Uma associação é uma entidade jurídica que representa a união de pessoas ou entidades com interesses, objetivos ou atividades em comum. Essas entidades são estabelecidas

9. Propriedade Intelectual e Industrial

Não é autorizada a utilização das Marcas e de qualquer propriedade intelectual e/ou industrial do L&O pelos USUÁRIOS do SITE sem a prévia e expressa autorização e aprovação do L&O, ficando resguardados todos os direitos acerca destas.

Ao acessar o SITE, você concorda que respeitará a existência e a extensão dos direitos de Propriedade Intelectual do L&O, bem como de todos os direitos de terceiros que sejam usados, a qualquer título, no SITE, ou que venham a ser disponibilizados de outras formas.

O acesso ao SITE não lhe dá direito ou prerrogativa ao uso de qualquer Propriedade Intelectual, Marca ou outro conteúdo nele inserido.

Se você violar as proibições contidas na legislação pátria vigente sobre propriedade intelectual e/ou neste Contrato, você poderá ter a sua Conta de Acesso bloqueada ou excluída definitivamente, se tiver uma, além de ser responsabilizado, civil e criminalmente, pelas infrações cometidas.

4. Conta de Acesso ao OFFICE

Apenas clientes do L&O, que tenham contratado plano de Assessoria Jurídica, poderão ter acesso à área restrita do SITE, denominada OFFICE. Se for o seu caso, continue a leitura. Caso contrário, pule este tópico e vá para o próximo!

Para que seja possível o acesso ao OFFICE, é indispensável a criação de uma Conta de Acesso. Esta Conta será criada pelo próprio L&O que, na oportunidade, solicitará os dados necessários a você. Você declara que as informações fornecidas são completas,
verdadeiras, atuais e precisas, sendo de sua total responsabilidade informar ao L&O
sempre que houver modificação/atualização de informação relevante.
Além disso, no momento de criação da Conta de Acesso, o L&O determinará o nome de usuário (login) e uma senha provisória para que você consiga acessar o OFFICE.

Após a criação da Conta de Acesso, o L&O enviará a você, via e-mail previamente
informado, seus dados para acesso ao OFFICE (login e senha), sendo que, para maior
proteção e segurança, você deverá alterar a sua senha no primeiro acesso.
É de sua exclusiva responsabilidade a manutenção do sigilo do nome de usuário e da
senha de acesso relativos à sua Conta de Acesso, devendo comunicar imediatamente ao L&O em caso de perda, divulgação ou roubo destes dados ou, ainda, de uso não
autorizado de sua Conta de Acesso.

Após a criação da Conta de Acesso pelo L&O e recebimento das credenciais, você
declara aceitar de forma expressa este Termo ao efetivar o seu primeiro acesso. Haverá, portanto, o consentimento expresso para a coleta, uso, armazenamento e tratamento de dados pessoais pelo L&O e/ou por terceiros contratados pelo escritório para finalidades legítimas e diretamente atreladas ao SITE e ao próprio L&O.

O L&O poderá recusar, suspender ou cancelar a Conta de Acesso de um USUÁRIO sem prévio aviso sempre que suspeitar que as informações fornecidas são falsas,
incompletas, desatualizadas ou imprecisas, com a finalização da relação entre L&O e o USUÁRIO Cliente ou ainda nos casos indicados nas leis e regulamentos vigentes
aplicáveis, nesse documento, mesmo que anteriormente aceito.

Cancelamento da Conta de Acesso ao OFFICE

A sua Conta de Acesso ao OFFICE será encerrada a partir do momento em que a sua relação com o L&O chegar ao fim – e ficaremos bem tristes se isso ocorrer – estando ativa apenas enquanto estiver vigente o Contrato de Prestação de Serviços de Assessoria Jurídica para a adequada prestação dos serviços.

É importante que você compreenda que o encerramento da Conta somente ocorrerá a partir do momento em que o L&O e você conferirem mútua quitação, isto é, a partir do momento que ambos concordarem que não há mais nada para reclamarem um do outro, não havendo qualquer pendência relativa a pagamentos, dentre outras. O encerramento será realizado pelo próprio L&O.

Entretanto, caso você pretenda eliminar definitivamente todos os seus dados do OFFICE, poderá solicitar a qualquer momento ao L&O, que analisará a melhor forma de seguir disponibilizando as informações necessárias, realizando a exclusão em seguida.